memoriasdeumsargentodemilicias.jpg

Memórias de um sargento de milícias
Autor: 
Formato: ePub
Faixa etária: A partir de 15 anos
Trabalho interdisciplinar: Literatura, Português
Indicação: 1º Ano (EM), 2º Ano (EM), 3º Ano (EM)
Área: Ficção
Temas contemporâneos: Pluralidade Cultural
ISBN: 9788516101961

Leitura indicada para:

Moderna Plus 2016

Disciplina: Literatura (Moderna Plus 2016)

Volume/Ano: Volume Único

Unidade/Capítulo: Capítulo 16

Vereda Digital

Disciplina: Literatura (Vereda Digital 2018)

Volume/Ano: Volume Único

Unidade/Capítulo: Capítulo 12

Preço sugerido: R$ 18,90
Mudar o tamanho da letra  
 
 Sobre o livro

O livro conta uma história do "tempo do rei", isto é, de Dom João VI. É a história de Leonardo, filho de Leonardo Pataca e Maria da Hortaliça, que se conheceram no navio que os trazia de Portugal ao Brasil. Chegando ao Rio de Janeiro, logo sentiram-se os efeitos do namoro a bordo - nasceu um robusto garoto que recebeu o nome do pai. Passado algum tempo e depois de muitas brigas, Maria foge com um capitão e regressa a Portugal. Leonardo deixa o filho na casa do padrinho, um barbeiro. O padrinho se afeiçoa ao menino, que, no entanto, é um grande bagunceiro e está sempre aprontando travessuras. O padrinho e a madrinha (também chamados de compadre e comadre) se preocupam com o seu futuro, mas o garoto não quer saber de estudar nem de trabalhar, crescendo como um verdadeiro vadio. Já rapaz, conhece a mulata Vidinha e apaixona-se por ela. Mas Vidinha tem outros pretendentes e, por ela, Leonardo acaba por meter-se em brigas e encrencas, passando a ser bem conhecido pelo major Vidigal, temido chefe de polícia da cidade do Rio de Janeiro. Chega a ser preso mas, por interferência da comadre, se torna cabo da guarda do major Vidigal, embora não tenha nenhuma inclinação para essa função; ao contrário, continua a fazer das suas e vive mais preso do que solto. Contando sempre com a proteção da comadre, que sabe de alguns segredos amorosos do major, Leonardo vai superando as dificuldades e alcança o posto de sargento de milícias. Faltava só a felicidade no amor e ela vem na figura de Luisinha, uma antiga paixão de Leonardo que a tinha perdido para outro, um tal de José Manuel, que veio a falecer. Luisinha, na verdade, nada sentia pelo marido e não sofreu com sua morte. Quando Leonardo foi dar-lhe os pêsames, os dois se sentiram novamente atraídos e pouco tempo depois casaram-se e foram felizes. E assim termina a história

Sobre o autor
Manuel Antônio de Almeida
Nasceu no Rio de Janeiro, em 1831, e faleceu em 1861. Ingressou, em 1848, na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Fez traduções e colaborou na imprensa carioca com crônicas e artigos de crítica. Não chegou a exercer a medicina. Dos 21 aos 22 anos, publicou no suplemento "A Pacotilha", do Correio Mercantil, em folhetins anônimos, "Memórias de um sargento de milícias". Em 1863, ocorre nova publicação do livro, constando nele, pela primeira vez, seu nome como autor.
Douglas Tufano
Douglas Tufano nasceu em São Paulo. É formado em Letras e Pedagogia pela USP. Foi professor efetivo da rede oficial de ensino de São Paulo e trabalhou também em escolas particulares, tendo lecionado Português, Literatura Brasileira e História da Arte. Atualmente, ministra cursos de capacitação para professores de todo o Brasil a convite de Secretarias de Educação e instituições particulares de ensino. É autor de vários livros didáticos e paradidáticos, publicados pela Editora Moderna.
Você pode se interessar por:
 
 
 
 
© Editora Moderna 2013. Todos os direitos reservados.