capaoolhodevidrodomeuavom.jpg

O olho de vidro do meu avô
Autor: 
Formato: Impresso
Faixa etária: A partir de 13 anos
Trabalho interdisciplinar: História, Português
Indicação: 8º Ano (EF2), 9º Ano (EF2)
Área: Ficção
Assunto: Conflitos Familiares, Memórias da infância, Relacionamento entre um avô e seu neto
Temas contemporâneos: Pluralidade Cultural, Ética
Dimensões do produto: 14,00 X 21,00
Número de páginas: 48
ISBN: 8516041921
Literatura indicada para: Projeto Araribá, Projeto Araribá Plus e Vereda Digital
Preço sugerido: R$ 42,00
Mudar o tamanho da letra  
 
 Prêmios

FNLIJ ALTAMENTE RECOMENDÁVEL, INFORMATIVO 2004


FNLIJ O MELHOR PARA O JOVEM “HORS CONCOURS“ 2004


FNLIJ CATÁLOGO DE BOLOGNA 2010


PRÊMIO JABUTI LIVRO JUVENIL 2005


NESTLÉ LITERATURA 2005


PNBE INCLUÍDO EM 2006 E 2010 - EJA


BIBLIOTECA DE MUNIQUE LIVRO SELECIONADO PARA

O CATÁLOGO WHITE RAVENS 2004, ALEMANHA"

 

 Sobre o livro

É o homem que ainda guarda o olho de vidro do avô, mas é o menino que percorre com o leitor os caminhos de Bom Destino, cidade pequena e plana, cansada de tanta paz, em que o tempo parece escorrer mansamente. O avô reina misterioso: com o olho direito, via o sol, a luz, o futuro, o meio-dia, e, com o olho esquerdo, via a lua, o escuro, o passado, a meia-noite; o neto fascinado embrenha-se no mistério como quem não vê, que é o jeito de menino ver. O avô usa um olho de vidro. Como isso aconteceu, não se sabe: parece que o olho de vidro não existe se não se fala dele, mas para o menino, curioso e imaginativo, o olho de vidro provocava atração e receio. Aos poucos, o leitor pode recolher aqui e ali fragmentos da história do avô: ele receitava remédios homeopáticos, tinha sete filhos, um outro amor. Um dia, como sempre fazia, sai e não retorna ao fim da tarde para o jantar. Inquietação. Tempos depois encontram restos do terno de linho branco e o olho de vidro olhando para o céu. Desapareceu em mistério como vivera a vida.

 

Sobre o autor
Bartolomeu Campos de Queirós
Nascido em Minas Gerais, em 1944, Bartolomeu Campos de Queirós é autor de vários livros para crianças, de peças teatrais e de textos sobre arte-educação. Teve o seu primeiro livro, O peixe e o pássaro, publicado em 1974. Recebeu os mais significativos prêmios pelo seu trabalho literário. Por seus inúmeros títulos publicados, o autor é reconhecido, pela crítica especializada e pelas teses universitárias, como um dos grandes escritores brasileiros.
Você pode se interessar por:
 
 
 
 
© Editora Moderna 2013. Todos os direitos reservados.